Criação de Site na Web - FIREHOSPEDAGEM SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA
WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para responder às suas perguntas. Pergunte-nos qualquer coisa!
Oi, como posso ajudar?
Vender na internet: conheça 10 dicas de sucesso
Junho 2, 2019
Mostrar tudo

Criação de Site na Web

O que é preciso para obter a criação de seu Site?

Por onde Começar?

O Estúdio Digital de Comunicação Online Firehospedagem separou este artigo para que você entenda quais são os primeiros passos que você deve realizar para ter se Site, Blog ou Loja Virtual ativo na internet. Separamos os dois primeiros passos e essenciais para obter seu serviço.

Você sabe o que é um domínio?

Sabe para que serve a hospedagem sites?

O que é um domínio de site e como ele funciona?

Você sabia que seria totalmente impossível você estar lendo essa postagem agora se não fosse por causa de um domínio de internet ? Agora você vai saber como funciona e o que é domínio de site e porque ele é o item mais importante para fazer com que um site seja encontrado e possa ser acessado por qualquer pessoa no mundo.

Quando você digita no seu navegador por exemplo www.google.com.br você acessa uma pagina de busca do Google certo ? ou seja um endereço único, qualquer pessoa no mundo que digitar esse mesmo endereço sempre irá acessar a mesma página de busca do Google.

Por tráz desse endereço www.google.com.br na verdade existe uma sequência de números que chamamos de endereço de IP, só para você entender, imagine que você precisasse chamar uma pessoa pelo nome e em vez de dizer o nome daquela pessoa você dizer o número do CPF dela, ficaria bem estranho e muito dificil de decorar o número de CPF de todos o seus amigos, parentes etc.

Por isso esse endereço de IP é convertido para o domínio Ex: www.google.com.br

Então para que você consiga colocar um site no ar disponível para qualquer pessoa no mundo acessar, você precisa registrar um domínio de internet, sem o domínio isso não seria possível.

Quem pode registrar um novo domínio?

No Brasil qualquer pessoa física que já possui um CPF ou uma empresa com CNPJ pode registrar um novo domínio, com tantos novos domínios registrados todos os meses, os nomes ficam cada vez mais escassos, ou seja, você jamais conseguiria registrar um novo domínio com o nome google.com.br por exemplo, isso porque esse já está registrado em nome da empresa Google e por ser um endereço único jamais haverá outro com o mesmo nome.

Vamos supor que você pretende criar um blog de tecnologia,você precisaria registrar um domínio com um nome exclusivo e talvez aquele nome fantástico que você pensou já não tem mais disponibilidade.

Na hora de registrar você precisaria escolher um outro nome disponível,mas isso não é tão complicado pois o site registro.br que é o site oficial no Brasil para registro de novos domínios te dá a possibilidade de verificar se há disponibilidade daquele nome em tempo real, ou seja você ficaria ali talvez horas até encontrar aquele nome perfeito para o seu novo blog de tecnologia.

Quanto custa registrar um domínio ?

O valor atualizado em 2019 é em média de R$40,00 por ano, que deve ser renovado de acordo com o plano que você escolheu iniciando a partir de 1 ano,podendo estender até 9 anos que é o tempo máximo disponível para deixar um domínio registrado sem ter que renovar o pagamento.

O que acontece quando não renovar ?

Caso não opte por renovar aquele domínio registrado,depois de um prazo ele volta e fica disponível novamente para outras pessoas,ou seja, um domínio tem uma validade de renovação e se não renovado ele pode sim ficar disponível para outros.

Isso acontece muito com empresas que vai fazer algum lançamento ou eventos temporários, ela registra um domínio de um ano por exemplo, depois que passa o evento não há mais necessidade de manter aquele domínio registrado e ele acaba expirando e ficando disponível novamente.

Quantos domínios uma pessoa ou empresa pode registrar ?

Atualmente segundo o site oficial de regularização de novos domínios registro.br o limite varia de 3 a 200 registros num único CPF ou CNPJ.

Categorias de dominios .br

Os domínios também são divididos por categorias, por exemplo um advogado que pretende criar uma página do seu escritório pode aderir um domínio que contem o .adv.br ou medicos com o .med.br e assim sucessivamente.mas o que isso faz diferença ? na verdade essa informação não é muito clara, a não ser para os mecanismos de buscas como o Google organizar melhor essas categorias na hora de exibir um resultado de busca.
Veja alguns exemplos:
.com – comercial
.edu – educação
.org – organização sem fins lucrativos
.gov – governo

Como Funciona os Domínios de outros países ?

Basicamente é a mesma coisa que aqui, essa divisão regional serve apenas para controle e não interfere na configuração no geral quando se tem um novo domínio registrado,aqui no Brasil o mais comum que se ve é o .com.br ou .com que alguns site brasileiros utilizam.

A diferença entre esses dois é só na extensão mesmo pois na prática eles têm o mesmo propósito que é o endereço de destino único., o que muitos fazem é quando registrar um domínio .com.br já aproveitam e também registram o .com, para evitar assim que outra pessoa registre aquele nome na outra plataforma ou vice versa.

É interessante você observar isso na hora de registrar o seu domínio,principalmente se o seu projeto tem perspectiva de um crescimento muito grande de se tornar internacional.

Por exemplo imagine que você decida criar uma escola de idioma aqui no Brasil para oferecer cursos de inglês e espanhol, então você registrou o seu domínio com o nome de “EOS.com.br” , em 2 anos você recebe uma proposta de uma escola americana para criar um curso de português para americanos ou qualquer outra nacionalidade que se interessar.

Nesse caso já seria interessante ter registrado o domínio EOS.com.br e também EOS.com e poderia utilizar.

Agora imagina se a sua escola de idioma já está muito famosa e outra pessoa registrar o domínio .com ? ficaria bem ruim de tentar adquirir esse domínio depois, pois muitas pessoas fazem disso um negócio, vendendo por preços absurdos, e não é bom analisar essa questão também quando decidir registrar um domínio.

No Brasil a responsável oficial por registro de domínios .com.br é a Registro.br, porém muitos sites também faz essa venda de domínio casado com a hospedagem do site, que é um assunto que eu falo nessa postagem O que é Uma Hospedagem ?

Já os domínios .com você não consegue registrar no site Registro.br, para isso existem muitas empresas que faz esse registro, a primeira que eu tive experiência para registrar um domínio .com foi a GoDaddy, que basicamente utiliza o mesmo processo que a Registro.br porem em domínios .com.

Agora que você entendeu o conceito 100% de O que é um domínio de internet, podemos dizer que é a base de tudo quando falamos em criar um blog ou site na internet, é como se fosse a espinha dorsal, sem ele não há estrutura alguma depois.

Deixe o seu comentário oque você achou ou se tem alguma duvida.

Hospedagem de Sites: descubra o que é e como funciona 


Para que um site possa ser acessado na internet, ele precisa estar disponível em um lugar, que neste caso chamamos de servidor. Um servidor é um computador, parecido com o que utilizamos em casa, mas especializado em armazenar arquivos e deixá-los disponíveis para serem acessados por outros computadores. Sendo assim, o termo hospedagem de site está relacionado ao servidor que armazena e disponibiliza determinado site na internet.

Um site é um conjunto de arquivos que pode ser baixado e lido por programas especializados, chamados de navegadores ou browsers. Se os arquivos que compõem um site estão armazenados em determinado servidor, dizemos que ele está hospedado neste servidor. É possível configurar qualquer computador para se tornar um servidor e publicar um site na internet, porém vamos encontrar vários inconvenientes ao fazer isso.

Por esse motivo é que existem empresas de hospedagem como a Firehospedagem. Essas empresas mantêm o que chamamos de parques de servidores ou data centers. Tratam-se de lugares especializados em manter centenas ou até mesmo milhares de servidores em funcionamento, garantindo a segurança dos dados e disponibilidade dos sites em tempo integral.

Recursos de uma Hospedagem de Sites

Uma hospedagem possui diversos recursos, que costumam variar conforme os tipos de hospedagem e os planos oferecidos por cada empresa. Vamos detalhar neste artigo os principais recursos que deve-se analisar ao contratar uma hospedagem de sites: espaço em disco, transferência, domínios e e-mail. 

Espaço em disco 

O espaço em disco está relacionado à quantidade de espaço que um site pode utilizar no servidor e é medido em Megabytes (MB) ou Gigabytes (GB). Algumas hospedagens oferecem limites específicos, enquanto outras oferecem hospedagem ilimitada. O mais importante ao analisar um plano é entender:

  • Se o espaço será suficiente para armazenar os arquivos do seu site.
  • Se o espaço oferecido inclui também o e-mail, pois este tende a usar muito espaço.

As melhores hospedagens de sites costumam oferecer bons espaços em disco, mesmo em planos mais baratos. Fique atento, no entanto, pois empresas pequenas ou que oferecem hospedagem grátis limitam bastante este recurso. Também é importante saber que não existe hospedagem ilimitada, ou pelo menos não no sentido de “infinita”, como costuma parecer. Quando uma empresa oferece uma hospedagem de sites com espaço em disco ilimitado, está informando que não há um espaço definido de armazenamento para o seu site, mas não que você tem todo o espaço do mundo para inserir arquivos. A propósito, a maioria das empresas não permite que o cliente utilize a hospedagem como repositório de arquivos, imagens  e outros itens não relacionados ao site. Esta regra se aplica principalmente à hospedagem compartilhada, que as empresas costumam chamar de hospedagem de sites. Ela é a mais popular e econômica de todas. Em hospedagens mais robustas, como servidores dedicados e VPS, o espaço em disco é sempre definido, pois é exclusivo para cada cliente, enquanto na hospedagem compartilhada centenas de clientes dividem os mesmos recursos.

Transferência (ou tráfego) 

Já a transferência ou tráfego diz respeito à quantidade de dados que serão transferidos quando uma pessoa acessa e navega no seu site ou quando você o atualiza. Isso porque cada usuário, ao acessar o seu site, faz download desses arquivos no seu navegador (ex: Chrome). Quando você faz upload de imagens ou qualquer conteúdo no seu site, também está  usando este recurso. Assim como acontece com o espaço em disco, a transferência de dados por vezes é ilimitada. Neste caso, lembre que nada é infinito e que certamente há outra limitação imposta pela empresa de hospedagem. Uma possível restrição é o número de acessos simultâneos ao seu site. Sites pequenos não costumam ter problemas, mas se o seu tiver um tráfego crescente ou picos de tráfego, considere contratar um plano de hospedagem de sites mais robusto, como um dedicado ou Cloud, para que o seu site não saia do ar no momento mais importante. 

Número de domínios 

Domínio é o endereço eletrônico que utilizamos para acessar os sites na internet, como por exemplo: www.meusite.com.br. Os planos de hospedagem podem permitir apenas um domínio, uma quantidade definida de domínios ou domínios ilimitados. Se você possui apenas um site, pode contratar o plano de um domínio, que costuma ser mais barato. Porém, se tiver vários domínios, então vale a pena contratar planos maiores, pois no total ele sai bem mais barato do que quando contratados separadamente. Um plano de hospedagem de sites que oferece a inclusão de muitos domínios permite que você hospede vários sites em um único plano de hospedagem. → Economize na contratação da sua hospedagem: aproveite e a nossa oferta hoje! Quanto a ter domínios estacionados ou apontados para o domínio principal, onde está o site (exemplo: meusite.com redireciona para meusite.com.br), é muito comum que seja permitido e que não contabilize no limite de domínios, mas vale confirmar.

Contas de e-mail

Quando você registra um domínio, tem direito à criar contas de e-mail no domínio em questão. Ou seja, se você registrou o domínio fictício meuprimeirosite.com.br, você poderá criar qualquer e-mail contendo este domínio, como por exemplo pedro@meuprimeirosite.com.br. Ao contratar um serviço de hospedagem de sites com este recurso, a empresa deverá  lhe oferecer as ferramentas necessárias para você criar as contas de e-mail que deseja sob o domínio que irá utilizar. O acesso às novas contas de e-mails poderá ser realizado através de programas de e-mail, como o Outlook, Thunderbird ou até mesmo de seu smartphone. É comum que as empresas também ofereçam acesso através de um webmail, que é um programa que pode ser acessado pela internet. O tipo de webmail oferecido varia conforme a empresa, que pode utilizar um programa proprietário ou de terceiros. O e-mail é oferecido gratuitamente pela maioria das empresas de hospedagem (confira aqui as melhores), mas às vezes é vendido como um item opcional, através de parcerias como Microsoft e G Suite. Ter o e-mail incluído na hospedagem pode ser uma grande economia, ainda mais se forem muitos endereços de e-mail, já que os demais serviços cobram por usuário. Para conhecer melhor as diferenças entre essas opções, confira este comparativo entre o G Suite e o e-mail das empresas de hospedagem. Ao analisar um plano, verifique dois itens  em relação ao e-mail: número de contas permitidas e capacidade de armazenamento. Você precisa se certificar que poderá criar os e-mails que precisa e, principalmente, que terá espaço para armazenar seus e-mails ao longo do tempo. Se pretende utilizar muito o e-mail, considere contratar um serviço de e-mail profissional dedicado.

Servidores, banco de dados e linguagens de programação 

A linguagem padrão das páginas da internet é o HTML, que é uma linguagem de marcação de textos. No entanto, existem muitas outras linguagens que podem ser utilizadas na web, incluindo diversas linguagens de programação, como PHP e ASP. Antes de contratar um plano de hospedagem, é importante verificar se o servidor em questão é compatível com a linguagem que você pretende utilizar em seu site. Existem linguagens que funcionam apenas em servidores Linux, outras apenas em servidores Windows e algumas funcionam em ambos. Em linhas gerais, se não há uma demanda específica pelo Windows, a melhor opção é o Linux. É mais barato, possui uma variedade maior de hospedagens e é ideal para sites em  WordPress. Se você ainda está em dúvida, veja nesse artigo como escolher o sistema operacional da sua hospedagem. Além do tipo de servidor e da linguagem, há também o banco de dados. Por exemplo, qualquer site que possua um gerenciador de conteúdo, como um blog, necessitará da disponibilidade de um banco de dados para armazenar informações. Muitos planos oferecem bancos de dados ilimitados, porém limitam o espaço de cada banco. Verifique essa questão ao analisar os planos das empresas.

Painel de controle da hospedagem 

Painel de Controle cPanel (versão em inglês) 

Normalmente, a empresa de hospedagem fornece aos seus clientes um painel de controle, acessível através da internet. Nele é possível gerenciar os principais recursos de sua hospedagem, como criar e-mails, alterar senhas, configurar novos domínios e criar bancos de dados. Alguns painéis de controle são bastante populares e utilizados por diversas empresas, como é o caso do cPanel — painel para gerenciamento de hospedagens Linux — e do Plesk — para gerenciamento de hospedagens Windows e Linux. Algumas empresas, no entanto, preferem desenvolver sua própria solução de painel de controle.

Escolha a Firehospedagem como sua empresa de hospedagem de site e tenha seu gerenciamento todo por nós. Nós fazemos tudo para você.

Venha para A Firehospedagem e tenha benefícios que só nós temos. Seja Fire!!

Deixar uma resposta